Orientações de segurança no Egito

Orientações de segurança no Egito

A segurança é um tema que sempre vem à mente quando se pretende viajar ao Egito. É possível visitar o país com tranquilidade se você seguir algumas orientações importantes.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores brasileiro, as viagens ao Egito devem ter “alto grau de cautela”.

Hotéis e lugares turísticos mais movimentados costumam ter rigorosos procedimentos de segurança. No entanto, vale a pena adotar precauções adicionais, como no que diz respeito ao uso de objetos de valor, por exemplo.

Violência e atentados

Os níveis de violência urbana são baixos, muito por causa das severas leis que existem no país. No entanto, há registro de ações terroristas: prédios policiais e do governo são particularmente visados.

Há áreas do país que devem ser evitadas, como a Península do Sinai – já ocorreram sequestros de estrangeiros por lá –, regiões próximas à fronteira com a Líbia e a Passagem de Rafah, que liga o território egípcio com a Faixa de Gaza.

Importante

  • É proibido fotografar áreas e equipamentos militares.
  • Mulheres devem se vestir de forma discreta, principalmente se estiverem desacompanhadas.
  • As viagens de aventura e o turismo a lugares remotos estão desaconselhados.
  • Procure fazer as viagens acompanhado de guias, permaneça nos locais de maior afluência de turistas e não desvie seu trajeto para fora das rotas turísticas tradicionais.
  • O número 123 aciona o serviço de ambulância e o 128 o de bombeiros.
  • Se for necessário, utilize hospitais privados e evite o sistema público de saúde.

Queda nos números

Os números mostram o reflexo negativo da violência política e dos atentados no setor de turismo. Os visitantes caíram quase 65% desde 2010, com a erupção da Primavera Árabe e a deposição do ditador Hosni Mubarak. O impacto é grande na economia: o turismo, que representava quase 10% do PIB em 2007, hoje é responsável por pouco mais de 3% das riquezas geradas no país. *

* Dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC – World Travel and Tourism Council) na comparação com o ano de 2017.

 

Orientações oficiais

É possível conferir as orientações oficiais mais recentes na página do Itamaraty: